419L7XvS8qL

FLOYD PATTERSON

1935 –
2006
1935 –
2006
Mãos rápidas e um estilo de luta bem agradável de se ver. Venha conferir a carreira de Floyd Patterson.

Categoria de Peso

Títulos mais importantes

BICAMPEÃO PESOS-PESADOS
Antonio Carlos Novais
Por Antonio Carlos Novais
Antonio Carlos Novais
Por Antonio Carlos Novais

PERFIL

Floyd Patterson cresceu num conjunto de apartamentos sem água quente no Brooklin, num cenário de pobreza extrema. Seu pai trabalhou como estivador na construção civil e como carregador no mercado municipal de peixe. Chegava em casa á noite tão cansado que se esquecia frequentemente de comer e pegava no sono de roupa e tudo. Floyd tirava silenciosamente seus sapatos e os engraxava, e depois lavava seus pés. Sua mãe fazia bicos de faxineira e operária numa engarrafadora de bebidas. Floyd tinha mais 10 irmãos. Dividia a cama com 2. Desde pequeno Floyd apresentava um quadro de baixa autoestima. Era solitário e introspectivo.

Conforme foi crescendo começou a realizar pequenos furtos. Leite, fruta, pão, para levar para casa. Na adolescência acumulou mais de trinta passagens pelo juizado de menores, até que foi conduzido para uma fazenda no norte do estado de Nova York para meninos problemáticos, em setembro de 1945. Lá recebeu a assistência de professores, psiquiatras, terapeutas e assistentes sociais.

Dois anos depois, retornou para sua casa, e seus dois irmãos estavam trabalhando na Gramercy Gym, academia de Cus D’amato. Logo Floyd começou a praticar boxe, e revelou-se um pugilista rápido, com um potente gancho de esquerda. Conquistou a medalha de ouro olímpica em Helsinque, em 1952 como peso médio. Se torna profissional no mesmo ano.

Floyd e seu treinador Cus D’amato.

Em 1956, após Rocky Marciano se aposentar como campeão da categoria, houve uma eliminatória entre os melhores pesados da categoria a fim de eleger o novo campeão.

Em 30 de novembro de 1956, Patterson e o veterano Archie Moore se enfrentaram pelo cinturão. Patterson consegue nocautear Moore no quinto assalto. Se torna o campeão mais novo dos Pesados, com 21 anos de idade. Essa marca só seria batida por Mike Tyson se sagrou campeão aos 20 anos.

Em um verdadeiro confronto de gerações, Patterson levou a melhor sobre Moore e se tornou o mais jovem campeão dos Pesados até aquele momento.

Defendeu o título pela primeira vez em julho de 1957 contra Tommy Jackson. Vence por nocaute técnico no décimo round.

Apenas 24 dias depois, realiza nova defesa contra Pete Rademacher, campeão olímpico pelos pesados em 1956, que fazia sua estreia no profissionalismo, já realizando uma luta pelo título.

Em 1958 derrota Roy Harris por desistência ao final do décimo segundo assalto.

Em 1959 vence Brian London por nocaute no décimo assalto.

Em julho de 1959, perde de maneira humilhante para o sueco Ingemar Johansson, que o derruba por 7 vezes até a luta ser interrompida pelo árbitro no terceiro assalto.

Floyd recuperaria seu título um ano depois, se tornando bicampeão, com um belo nocaute no quinto assalto. Ele se tornou o primeiro pugilista da categoria a recuperar o título após o haver perdido.

Patterson prometeu a Ingemar uma nova luta, e em 1961 se enfrentaram com nova vitória por nocaute para Patterson, agora no sexto round.

Em dezembro de 1961 Floyd derrota Tom McNeeley por nocaute no quarto assalto.

Em 1962 Floyd vê seu segundo e último reinado chegar ao fim. É derrotado por Sonny Liston no primeiro round, com 2 minutos e seis segundo de luta.

Patterson teve uma nova chance em 1963, com uma revanche imediata. Nova derrota, dessa vez a luta durou 4 segundos a mais que a primeira.

Ele ainda teve uma chance de disputar o título contra Jimmy Ellis em 1968, pelo cinturão da WBA. E foi uma decisão polêmica, porque Floyd foi claramente superior na maioria dos rounds, mas perde na decisão dos jurados.

A carreira de Floyd prosseguiu até 1970, ele se despediu dos ringues com uma derrota por interrupção médica para Muhammad Ali.

Ele se aposentou com 37 anos, realizou um total de 64 lutas, 55 vitórias (40 por nocaute) e oito derrotas.

Patterson faleceu aos 71 anos, em 11 de maio de 2006. Ele sofria do mal de Alzheimer e também teve câncer de próstata.

Gostou? Compartilhe com os amigos!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Livros disponíveis na Amazon

kindle_unlimited_logo
Rolar para cima

Utilizamos cookies para lhe assegurar uma melhor experiência em nosso site. Ao continuar, você declara aceitar a Política de Privacidade e os Termos de Uso.