Documentário

resenha do documentário chasing tyson

Autor / Diretor / Produtor: ESPN
Ano de Lançamento: 2015
Uma das maiores rivalidades do boxe. Um campeão à sombra de um adversário que só teria condições de enfrentá-lo anos mais tarde. Uma história com um desfecho surreal. Isso é Chasing Tyson

NOTA

10
Antonio Carlos Novais
Por Antonio Carlos Novais

NOTA

10
Antonio Carlos Novais
Por Antonio Carlos Novais
A ESPN nos brinda com um maravilhoso documentário.

O boxe ao longo dos anos passou por alguns “ciclos” se assim podemos chamar, períodos em que havia ótimos e carismáticos lutadores, seguidos de períodos de ausência de estrelas, até o surgimento de uma nova safra de pugilistas que atingiriam o status de lendas do esporte.

Na categoria dos pesos-pesados, podemos ver claramente que isso acontece na passagem da década de 70 para 80. As grandes estrelas se aposentando (George Foreman, Joe Frazier, Floyd Patterson, Jerry Quary, Ken Norton, etc) e a nova geração de lutadores infelizmente não estava à altura de seus antecessores. Tivemos um campeão dominante nessa época, Larry Holmes, mas que durante um bom tempo não teve rivais.

Até que surgiu Mike Tyson.

No final dos anos 80 ele unificou os cinturões e durante um período parecia não haver concorrentes de peso para ameaçar seu reinado. Até que um boxeador da categoria dos cruzadores que também unificou os cinturões resolve alçar voos mais altos em sua carreira e sobe para os pesados visando destronar Tyson. Esse é Evander Holyfiled, o “Real Deal”. E é justamente sobre esse assunto que trata o excelente documentário Chasing Tyson produzido pela ESPN.

Focando nas carreiras de ambos os pugilistas, desde o momento em que Evander estreia nos pesados, o documentário mostra a verdadeira “sina” que Evander carregou ao longo dos anos por ter se tornado campeão dos pesados pela primeira vez sem ter enfrentado Tyson. Não por sua culpa, já que em 1991 ele era o desafiante número 1, mas antes da luta ocorrer, Mike foi enfrentar James Buster Douglas no Japão, onde ocorreu um dos resultados mais improváveis da história do boxe, o nocaute de Tyson no décimo assalto.

Coube a Holyfield fazer sua parte, e meses depois consegue uma vitória tranquila sobre Douglas. A partir daí, a sombra de Tyson em sua carreira só aumenta. Constantemente Holyfield era acusado de ser um campeão de mentira, que ele só seria considerado autêntico se derrotasse Tyson. As defesas de cinturão que ele realiza na sequência (contra Foreman e Holmes) só engrossam esse coro. Todos aguardavam esse combate. E quando se direcionava para um acerto, surge a acusação de estupro contra Mike. Nada de luta, apesar de Tyson ter colocado tudo a perder, é Evander o grande derrotado nessa história.

O documentário prossegue mostrando a perda do cinturão de Holyfield para Riddick Bowe, e o posterior afastamento do Real Deal do boxe devido a um problema cardíaco. Nesse intervalo, Tyson sai da prisão, recupera o título, e a mesma situação se repete, quem será rival para Mike?

Mas como toda boa história marcada por dramas e reviravoltas, Holyfield se cura, e volta aos ringues. A tão aguardada luta enfim é marcada. O resto da história todos conhecem, o mais interessante é poder acompanhar as entrevistas de ambos os lutadores na época, e também prestando seu depoimento para o documentário. Um belo registro sobre uma das mais gloriosas décadas do boxe, estrelado por duas das figuras mais emblemáticas desse período. Extremamente emocionante.

Ah sim, o documentário pode ser visto pelo serviço de streaming do canal ESPN se você for assinante.

Gostou? Compartilhe com os amigos!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Rolar para cima

Utilizamos cookies para lhe assegurar uma melhor experiência em nosso site. Ao continuar, você declara aceitar a Política de Privacidade e os Termos de Uso.